Quinta-feira
02 de Dezembro de 2021 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Newsletter

Previsão do tempo

Hoje - Anápolis, GO

Máx
26ºC
Min
20ºC
Chuvas Isoladas

Sexta-feira - Anápolis,...

Máx
27ºC
Min
19ºC
Chuvas Isoladas

Sábado - Anápolis, GO

Máx
25ºC
Min
18ºC
Chuva

Barroso abre seminário “Mais Mulheres na Política - sem violência de gênero”

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou, na manhã desta segunda-feira (18), que todos devem participar do movimento mundial pela ascensão feminina, pela conquista da paridade e pela superação do machismo estrutural. A declaração foi feita durante a abertura do Seminário “Mais mulheres na política - sem violência de gênero”, promovido pela Corte Eleitoral para debater mecanismos de proteção contra práticas abusivas e comportamentos discriminatórios.  Durante todo o dia, o seminário vai discutir como superar a sub-representação feminina no cenário político, o preconceito e a violência contra a mulher, com atenção especial à situação das mulheres negras, indígenas, LGBTQIA+ e com deficiência, que sofrem duplamente por fazerem parte de um grupo mais vulnerável socialmente. Segundo o ministro Barroso, felizmente o mundo está reconhecendo o enorme atraso na luta da condição feminina e se unindo para superar a discriminação e o preconceito para o exercício pleno de direitos. “Tem sido um longo caminho, com conquistas a celebrar e muitas lutas ainda pela frente”, afirmou. Barroso ressaltou uma série de evoluções registradas na sociedade brasileira desde o Código Civil de 1917, que tratava a mulher como relativamente incapaz, e as conquistas obtidas a partir da Constituição de 1988, como a paridade entre homem e mulher no relacionamento conjugal e o reconhecimento da união estável. Na questão eleitoral, o ministro destacou a fixação do percentual de mínimo de 30% dos recursos dos Fundos Partidário e Eleitoral destinados ao financiamento de candidaturas femininas, consideradas como transformações importantes para potencializar a representatividade feminina no Parlamento. Mesa de Abertura Também participaram da mesa de abertura a ministra Maria Claudia Bucchianeri; a secretária-geral da Presidência do TSE, Aline Osorio, a filósofa Djamila Ribeiro e o diretor da Escola Judicial Eleitoral,  ministro Carlos Horbach. Maria Claudia Bucchianeri lamentou o cenário de atraso na inclusão da mulher nos espaços do poder, sobretudo da mulher negra e outros grupos minoritários e ainda mais vulneráveis, mas enalteceu iniciativas de pessoas comprometidas com a inclusão e com a representatividade de persos segmentos vulneráveis e invisíveis. Aline Osorio reforçou que a violência política de gênero é incompatível com a democracia e deve ser enfrentada por todas as instituições para garantir as condições para que as mulheres ocupem seu lugar no espaços de poder. Ela ressaltou a participação ativas da Justiça Eleitoral no combate e prevenção de praticas de violência política de gênero. “O combate á violência é um luta de todos nós pela democracia”. Horbach destacou a importância do aprimoramento da representação política e da inclusão das mulheres em todas as instâncias de poder, uma vez que a persidade é uma característica natural de qualquer sociedade. Assista a íntegra dos debates. MC/CM Galeria relacionada Tags: #ASCOM #Mulheres na Política Gestor responsável: Assessoria de Comunicação Últimas notícias postadas Recentes Trabalho da Justiça Eleitoral é destaque no XIX Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça TSE e TREs são finalistas da premiação; ganhadores serão conhecidos nos dias 21 e 22 de outubro Mulheres debatem o papel feminino no fortalecimento da democracia Primeiro painel do seminário contra a violência de gênero reuniu quatro representações femininas para propor meios de enfrentamento ao problema Voto em papel e fraudes: pressões políticas eram comuns durante o pleito Confira a quarta entrevista da série que resgata memórias de brasileiros antes da urna eletrônica
18/10/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  1866606